quinta-feira, 1 de março de 2012

Conheça o fundador do cristianismo

Conheça o fundador do cristianismo

O imperador romano Constantino

Para quem esperava que a pessoa à qual se refere o título dessa postagem fosse o messias, o Filho do Criador nascido em Israel, equivocadamente (ou dolosamente, nos casos mais graves) chamado de Jesus Cristo pelos cristãos, sinto decepcionar. Se você defende com unhas e dentes a religião cristã, mas nunca procurou se perguntar se o Criador concorda com suas práticas, ou se seu Filho é realmente seu fundador, esta postagem é pra você.

O texto a seguir foi postado em forma de comentário à uma postagem minha em um grupo do facebook, a qual pode ser conferida através deste link.

Você sabia que o termo "cristão" foi inventado por Constantino, e que nunca foi usado pelo messias nem pelos apóstolos, pois é um termo Grego e pagão?
Você sabia que foi apenas no ano 190 d.C que a palavra grega ekklesia, que traduzimos como igreja, foi pela primeira vez utilizada para se referir a um lugar de reuniões dos "cristãos"? Sabia também que esse lugar de reuniões era uma casa, e não um templo, já que os templos cristãos surgiram apenas no século IV (quatrocentos anos depois), após a "conversão" de Constantino?

Você sabia que por isso os discípulos não chamavam seus lugares de reuniões de templos até pelo menos o século V? Você sabia que o primeiro templo cristão começou a ser construído exatamente por Constantino, sob influência de sua mãe Helena, em 327 dC, às custas de recursos públicos, e sua arquitetura seguia o modelo das basílicas, as sedes governamentais da Grécia e, posteriormente, de Roma, e dos templos pagãos da Síria? (pois o templo é uma característica iminentemente pagã)

Você sabia que as basílicas cristãs foram construídas com uma plataforma elevada acima do nível da congregação e que no centro da plataforma figurava o altar, e à sua frente a cadeira do Bispo, que era chamada de cátedra? Você sabia que o termo ex cathedra significa "desde o trono", numa alusão ao trono do juiz romano, e, por conseguinte, era o lugar mais privilegiado e honroso do templo?

Você sabia que o Bispo pregava sentado, na ex cathedra, numa posição em que o sol resplandecia em sua face enquanto ele falava à congregação, pois Constantino, mesmo após a sua “conversão” ao Cristianismo, jamais deixou de ser um adorador do deus sol? Você sabia que o atual modelo hierárquico do Cristianismo, que distingue clero e laicato, teve origem e ou foi profundamente afetado pela arquitetura original dos templos do período Constantino?

Você sabia que o messias não fundou o Cristianismo, e que o que chamamos hoje de Cristianismo é uma construção religiosa humana, feita pelos religiosos ao longo de mais de dois mil anos de história? Você sabia que o que chamamos hoje de Cristianismo está profundamente afetado por pelo menos três grandes eras: a era de Constantino, a era da Reforma Protestante e a era dos Avivamentos na Inglaterra e nos Estados Unidos? Você sabia que é praticamente impossível saber a distância que existe entre o que o messias tinha em mente quando declarou que edificaria a sua ekklesia e o que temos hoje como Cristianismo: Protestante, Ortodoxo, Pentecostal, Neopentecostal, Pseudopentecostal e Católico Romano?

Você sabia que os primeiros discípulos se preocuparam em relatar as intenções originais do messias com vistas a estender seu movimento até os confins da terra? Você sabia que este relato está registrado no Novo Testamento, mais precisamente nos Evangelhos e no livro de Atos dos Apóstolos? Você sabia que o terceiro evangelho, Evangelho Segundo Lucas, e o livro dos Atos deveriam formar no princípio uma só obra, que hoje chamaríamos de "História das origens cristãs"? Você sabia que os livros foram separados quando os cristãos desejaram possuir os quatro evangelhos num mesmo códice, e que isso aconteceu por volta de 150 d.C? Você sabia que o título "Atos dos Apóstolos" surgiu nessa época, segundo costume da literatura helenística (grega), que já possuía entre outros os "Atos de Anibal" e os "Atos de Alexandre"?

Você sabia que o livro chamado “bíblia” foi um livro criado; foi a junção de uma coletânea de outros pequenos livros (com o conteúdos dos antigos papiros originais), e que foi profundamente modificado por seus tradutores gregos e latinos, principalmente com relação aos nomes de todos as pessoas que ali estavam registradas. Você sabia que o nome “Jesus” é um nome pagão? Criado depois de outras 4 quatro interpolações gramaticais, e que eram todas assimilações feitas aos deuses pagãos? Seu nome verdadeiro transliterado do Hebraico original é: Yahúshua, o filho de Yáhu. As outras interpolações foram: Yeshua (aramaico), Iesoús, Iesu, Iesús (deus grego, variante de Tamuz, filho de Nimrod).

Você sabia que a bíblia não é a palavra de Deus? E que a palavra de Deus não é um objeto (um livro), mas sim uma pessoa? (Yahúshua: Apocalipse 19; 13, João 1;1) Yahúshua é a palavra do Criador.

Bem, se você não sabia...Fique sabendo...e pense muito sobre tudo isso!

Comentários do autor deste blog:

Duas características principais remetem a religião cristã (que não é a religião do Salvador nascido em Israel, pois o mesmo não fundou nenhuma religião e não se chama Jesus Cristo) ao paganismo. São elas:

1-Templos:
As escrituras são claras quanto ao fato de a adoração ao Pai não ser compatível com templos religiosos, ainda mais se tiverem um altar e forem enfeitados com símbolos religiosos, tais como cruzes, peixes, hexagramas (a famosa "estrela de Davi") etc. Não se esqueça que Estevão foi apedrejado por dizer que os templos de pedra não foram construídos para YHWH (deixando claro aqui que me refiro ao Altíssimo, ao Criador). Várias outras passagens sugerem isso, algumas delas inclusive de autoria do próprio messias;

2-Sacerdotes:
Não adianta comparar estes homens a Paulo, Pedro e aos primeiros seguidores do messias. Estes sempre se colocaram como irmãos, e não em condição de superioridade espiritual (pastores, bispos etc.) em relação aqueles para os quais pregavam, basta ler as palavras dos mesmos nas escrituras para perceber isso. Somos todos iguais diante do Pai, e nosso único sacerdote diante dele deveria ser seu Filho.

Pesquise sobre o imperador romano Constantino (o verdadeiro fundador da religião cristã) e Lutero (aquele aclamado como herói pelos protestantes, e que supostamente transformou a religião cristã em algo aceitável aos olhos do Pai).

Vou me ater apenas a estes fatos para não me estender mais. Não peço pra que creia nas minhas palavras, mas para buscar a Verdade por conta própria, sempre com base nas escrituras. A Paz.