sábado, 10 de março de 2012

Deus é um assassino louco e cruel?

Deus é um assassino louco e cruel?

Antes de mais nada, quero deixar claro a todos que só estou me referindo ao Criador YHWH como "Deus" no título desta postagem como forma de atrair pessoas que não conhecem os verdadeiros nomes do Criador e de seu Filho (ou não crêem nos mesmos) à leitura da mesma. A estes, recomendo a leitura das seguintes postagens anteriores deste blog:




Esta noite, levantei a seguinte questão nos grupos do facebook dos quais participo:

No velho testamento, há passagens nas quais o Criador mata ou ordena a seus servos matarem milhares de pessoas, inclusive inocentes. Josué é um ótimo exemplo deste segundo caso.
Há pessoas que se baseiam nestas passagens para defender a incredulidade. Segundo as mesmas, um deus que mata ou manda matar milhares de pessoas (se é que ele existe), qualquer que seja o motivo, não deveria ser servido ou adorado por pessoas de bem.
Para os que pensam desta forma, o argumento de que YHWH mata ou deixa viver quem Ele bem entender e não temos nada com isso não é o suficiente. O que se deve dizer a eles então?

Ilustração da queda de Jericó, comandada por Josué

Em um desses grupos, o União dos Livres - Libertar.in, seguiu-se um sadio debate entre membros cristãos, outro ateu (o mesmo não se declarou ateu, mas pelos comentários deu a entender essa posição. Se não for o caso, peço desculpas.), e outros que como eu crêem na sã doutrina da salvação pela fé nas palavras e no sacrifício do messias nascido em Israel (dá trabalho essa explicação toda, mas é melhor do que se limitar a um nome de doutrina religiosa ou ideologia humana). Acompanhe na íntegra aqui.

Gostaria de destacar aqui dois vídeos do pregador americano John Piper, citados por mim na ocasião. Embora o mesmo seja cristão, compartilho de alguns de seus pontos de vista:




Como em outras postagens deste blog, a intenção aqui não é impor um ponto de vista ou uma doutrina, apenas expor opiniões diversas, a fim de que o leitor pense, pesquise por si próprio e tire suas próprias conclusões. Inclusive a minha própria opinião, pois acredito que expor e impor uma opinião são coisas bem diferentes.

Encerro com as palavras do irmão Marcos Paulo Goes, moderador do grupo do facebook no qual o debate se desenrolou e autor do blog libertar.in:

Opinião? Vou ser sincero...

Eu vivo em um período também de muito estudo...
Creio nas Escrituras... creio naquilo que a Lélyah Oliveira disse...

Mas a cada dia vejo a gigantesca manipulação daquilo que está em nossas mãos conhecido como Bíblia... principalmente o Velho Testamento...
Por isso hoje apenas busco compartilhar o evangelho e nada mais...
O amor ao próximo...
Entendo que tudo o que faz o homem se auto proclamar escolhido, tudo o que faz se auto superiorizar entre os demais homens, tudo o que faz criar grupos e denominações para si, não provém do Messias... É contra a graça e a justiça Dele...
Se o velho testamento prega o oposto disso, então a mim não interessa...
A mim não importa se Israel, ou outra tribo precisou ser julgada ou dizimada...
Hoje vivemos a nova aliança...
Hoje somos justificados pela fé, e não pelas obras (práticas)...
Não importa se os seus pecados são vermelhos como a escarlate, se tornarão brancos como a lã...

Realmente irmãos, vou ser sincero, vossas opiniões estão muito mais além do que as minhas...
Continuo estudando muito, porém estou me focando nas coisas simples que o Mestre ensinou... Naquilo que realmente salva...

Somos vítimas do ensinamento religioso errado oriundo de Roma... Ainda carregamos algumas convicções e entendimentos antigos...
E sinto que algo está errado neste "pacote de doutrinas"... Eu sei disso... Por isso tenho me focado mais em Yahushua...

Fiquem na paz....

Nenhum comentário:

Postar um comentário