terça-feira, 5 de abril de 2011

Setenta vezes Sete (Mateus 18:21-22)

Setenta vezes Sete (Mateus 18:21-22)



♪ Músicas online grátis! Acesse: www.powermusics.com

[Background: Scorpions - Wind of Change]

Já fazia algum tempo que não uso música em uma postagem, espero ter escolhido bem :) Esta é a segunda postagem que reflete a verdadeira abordagem da Nova Direção (ou Nova Ordem, parodiando uma certa "nova ordem" da qual anda se falando por aí) deste blog. Veja a primeira e entenda as mudanças aqui.
O autor, o carinha que cata milho aqui no teclado continua sendo o mesmo, este que vos fala, mas a inspiração, as ordens superiores não têm mais as mesmas origens de antes. Como parte dessas mudanças, o blog acaba de mudar de nome. Muita gente já ouviu ou leu esta passagem em algum lugar, mas pra quem não leu nem ouviu a referência tá aí em cima. A bíblia é um livro fantástico, sabiam? É bom ler de vez em quando, e é disparado mais vendida que os livros do Dan Brown ou da Stephenie Meyer ;D
A próxima mudança que pretendo fazer em breve é no banner, uma vez que o blog ficou sem banner depois que eu aposentei o gatinho chifrudo e o meu alter-ego, que diga-se de passagem já foi tarde. Agora somos só eu e Deus cuidando das coisas por aqui, literalmente rs
A idéia pro banner é relativamente simples e veio de uma curiosidade que eu descobri nas pesquisas que tenho feitos nesses últimos dias (só dessa vez é que vai ter colher de chá e link nesta expressão, viu? Das próximas vezes que a lerem por aqui façam o favor de entender que ela está sendo utilizada em seu sentido literal. Façam de conta que é uma mensagem subliminar "do bem" or something...
Ah, é, o banner (disperso como sempre, certas coisas levam mais tempo pra consertar do que outras) :p
Experimentem digitar JESUS no Word ou em qualquer programa onde vc possa alterar a fonte do texto, depois mudar a fonte pra wingdings. O resultado será este (mudei a cor das gotinhas pra facilitar a compreensão):

Este "texto" vai ser a base do novo banner do blog, aguardem... Sobre o novo nome do blog e tema desta postagem em si, vou pegar emprestado o texto do pastor (todos torce o nariz) Olavo Feijó, que encontrei enquanto pesquisava material sobre o tema. Mesmo que você não seja cristão, e tenha torcido o nariz ao ler as palavras bíblia e pastor aqui, se você for uma pessoa de bem com certeza verá que o assunto não é tema exclusivo de pessoas religiosas, e além de tudo não sai de moda. Lá vai (abre aspas):

Mateus 18:22 - Jesus lhe disse: Não te digo que até sete; mas, até setenta vezes sete.

Pelo fato de sermos gente e, por isso, de sermos imperfeitos, o natural em nossa vida a dois é que cometamos erros. E, por causa disso, o natural é descobrirmos que temos o potencial de machucar os outros. É bem verdade que, às vezes, queremos mesmo machucar. A maior parte das vezes, porém, machucamos sem querer.

Porque a reação humana, após ser atingida, é a de revidar e agredir o outro, a Bíblia nos oferece o único remédio que soluciona a ofensa: chama-se perdão.

Quando perguntaram a Jesus o número de vezes que um cristão deve perdoar, ele respondeu: “até setenta vezes sete” (Mateus 18:22). Nos nossos relacionamentos, o perdão deve ser conseqüência não do tamanho da ofensa do outro, mas da qualidade espiritual do nosso amor. Para a pessoa sem Cristo é quase impossível perdoar. Quem me dá forças para perdoar é a ação do Espírito do Senhor em minha vida. O Espírito não economiza: o que Ele me ajuda é muito mais do que setenta vezes sete...

Um comentário:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir