domingo, 20 de novembro de 2011

A Verdadeira Face de Lutero

A Verdadeira Face de Lutero

[Reprodução da nota publicada por Yago Araujo Barros em 19 de novembro de 2011, no facebook.]

Postagem dedicada com amor a todos aqueles que ainda acreditam que a salvação se encontra na religião protestante, com suas práticas e rituais, e não tão somente pela fé no sacrifício perfeito do Messias e em seu santo nome, conforme dizem as escrituras. Aos que quiserem conhecer mais sobre os bastidores dessa religião chamada cristianismo, a qual o Filho do YHWH, o Criador, não fundou e tampouco mandou que ninguém seguisse, convido-os a fazer parte do grupo Sinceros do Pai, no facebook.

O BLASFEMADOR MARTINHO LUTERO, UM DOS MAIORES IDEALIZADORES DO HOLOCAUSTO NAZISTA - (OPERAÇÃO BABILÔNIA) 

por Yago Araujo Barros, sábado, 19 de Novembro de 2011 às 02:25 

Martinho Lutero (Eisleben, 10 de novembro de 1483 - 18 de fevereiro de 1546) foi um sacerdote agostiniano e professor de teologia alemão, figura central da Reforma Protestante.

Martinho Lutero entrou para a ordem dos Agostinianos (Ordem Maçônica Religiosa), de Frankfurt, a 17 de julho de 1505. Em 1515, foi nomeado vigário de sua ordem tendo sob sua autoridade onze monastérios.

Protestantes dizem: "Lutero foi usado pelo Criador para corrigir a “Igreja”". 

Veja se um homem que escreveu as blasfêmias abaixo, pode ser usado pelo Criador: 

Blasfêmias de Lutero: 

"Deus est stultissimus"( Lutero, Conversas à Mesa, ed Weimar, N* 963, Vol. I , p. 487. Apud Franz Funck Brentano op. cit. p. 147). Lutero concluia : "Deus age sempre como um louco" (Franz Funck Brentano, Martim Lutero, p. 111). Cadernos pessoais de Lutero recentemente descobertos estudados pelo Padre Theobald Beer que publicou um livro sobre o tema Lutero afirma que Cristo é, simultaneamente, Deus e Satanás, o bem e o mal.

Lutero exibe um dualismo gnóstico e herético. Os protestantes desconhecem os escritos de Lutero. Os poucos Pastores que conhecem esses textos buscam esconder essas tais frases.

Lutero culpava Deus por todos os crimes da história, e dizia que Judas não tinha opção, não podia deixar de trair o Cristo, o mesmo com Adão. Deus determinava quem seria pecador.

Sobre seu comportamento:

"Eu estou, da manhã à noite, desocupado e bêbado. Você me pergunta por que eu bebo tanto, por que eu falo tão galhardamente e por que eu como tão freqüentemente? É para pregar uma peça ao diabo que se pôs a me atormentar".

"É bebendo, comendo, rindo, nessa situação, e cada vez mais, e até mesmo cometendo algum pecado, à guisa de desafio e desprezo por Satanás, procurando tirar os pensamentos sugeridos pelo diabo com o auxílio de outros pensamentos, como, por exemplo, pensando numa linda moça, na avareza ou na embriaguês, caso contrário ficarei muito raivoso." (Lutero).

(Marie Carré, J'ai choisi l'unité - D.P.F., 1973, apud Lex Orandi: La Nouvelle Messe et la Foi, Daniel Raffard de Brienne 1983).

"Eu tive até três esposas ao mesmo tempo." (Lutero). (Dois meses após ter dito isto, Lutero se casa com uma quarta mulher, uma freira). (Guy Le Rumeur, La révolte des hommes et l'heure de Marie 1981, apud Lex Orandi: La Nouvelle Messe et la Foi - Daniel Raffard de Brienne 1983).

"Se nós condenamos os ladrões à forca, os assaltantes ao cadafalso, os hereges à fogueira, por que não recorremos, com todas as nossas armas, contra esses doutores da perdição, esses cardeais, esses papas, toda essa seqüela da Sodoma romana, que não para de corromper a Igreja de Deus? Por que não lavamos nossas mãos no seu sangue?" (Lutero). (Hartmann Grisar, Martin Luther - La vie et son oeuvre - 2ª ed. - Ed. P . Lethielleuz - Paris -1931).

"Certamente Deus é grande e poderoso, e bom e misericordioso, e tudo quanto se pode imaginar nesse sentido, mas é estúpido" (Lutero). (Id. Propos de Tables - no. 963, ed. De Weimar, I , 487). 

"Pensais, sem dúvida que o beberrão Cristo, tendo bebido demais na última Ceia, aturdiu os discípulos com vã tagarelice?" (Lutero). (Funk Brentano, Martim Lutero, Casa Editora Vecchi - 1956 - pg. 135) 

"Cristo cometeu adultério pela primeira vez, com a mulher da fonte, de que nos fala S. João. Não se murmurava em torno dele: «Que fêz, então com ela?» Depois com Madalena, depois com a mulher adúltera, que ele absolveu tão levianamente. Assim Cristo, tão piedoso, também teve que fornicar, antes de morrer." 
(Lutero). (Funk Brentano, Martim Lutero, Casa Editora Vecchi - 1956 )

Não assusta que, movido por tais ideais, Lutero escreveu a Melanchton, a propósito das perseguições sangrentas de Enrique VIII contra os católicos na Inglaterra: "É lícito encolerizar-se quando se sabe que esta espécie de traidores, ladrões e assassinos são Papas, são Cardeais e legados. Prove-se à Deus que vários reis de Inglaterra se empenharam em acabar com eles." (op. cit. p. 254) Por isso mesmo exclamou ele também: "Basta de palavras: ao ferro e fogo!" e acressenta: "Castigamos aos ladrões com a espada, porque não agarrar ao Papa, aos cardeais e toda a quadrilha da Sodoma romana e lavar as mãos em seu sangue?"(op.cit.p.104) e (Hartmann Grisar, Martin Luther - La vie et son oeuvre - 2ª ed. - Ed. P . Lethielleuz - Paris -1931).

Este ódio de Lutero o acompanhou até o final de sua vida. Afirma Funck-Brentano:

"Hitler ordenou proclamar festa nacional na Alemanha a festa comemorativa de 31 de outubro de 1517, quando o rebelde agostiniano colocou nas portas da igreja do castelo de Wittenberg as 95 famosas proposições contra a supremacia e as doutrinas pontifícias" (op. cit. p. 272).

Com rancor de todo o ateísmo oficial do regime comunista, o Dr. Erich Honnecker, presidente do conselho de estado e do conselho de defesa, o primeiro homem da República Democrática Alemã, aceitou a la jefa do comitê que, em plena Alemanha comunista, organizara as comemorações de Lutero neste ano (cf. "German Comments", de Osnabrück, de Alemania Occidental) 

Em seus últimos anos, Lutero tornou-se algo antissemita, chegando a escrever que as casas judaicas deveriam ser destruídas, e suas sinagogas queimadas, dinheiro confiscado e liberdade cerceada. Essas afirmações fizeram de Lutero uma figura controversa entre muitos historiadores e estudiosos. 

Anti-semitismo

Texto anti-semita de Martinho Lutero: Sobre os judeus e suas mentiras (1543) 

Martinho Lutero foi anti-semita: 

"A Alemanha deve ficar livre de judeus, aos quais após serem expulsos, devem ser despojados de todo dinheiro e jóias, prata e ouro, e que fossem incendiadas suas sinagogas e escolas, suas casas derrubadas e destruídas.(..), postos sob um telheiro ou estábulo como os ciganos (…), na miséria e no cativeiro assim que estes vermes venenosos se lamentassem de nós e se queixassem incessantemente a Deus".
Já sem suas sinagogas, escolas e casas, confinados nos campos de concentração.
O historiador Robert Michael escreve que Lutero estava preocupado com a questão judaica toda a sua vida, apesar de dedicar apenas uma pequena parte de seu trabalho para ela. 

Seus principais trabalhos sobre os judeus são Von den Juden und Ihren lügen ("Sobre os judeus e suas mentiras"), e Vom Schem Hamphoras und vom Geschlecht Christi ("Em Nome da Santa linhagem de Cristo") - reimpressas cinco vezes dentro de sua vida - ambas escritas em 1543, três anos antes de sua morte. Nesses trabalhos Lutero afirmou que os judeus já não eram o povo eleito, mas o "povo do diabo”. A sinagoga era como "uma prostituta incorrigível e uma devassa maléfica" e os judeus estavam "cheios das fezes do demônio, ... nas quais se rebolam como porcos".

Lutero aconselhou as pessoas à incendiarem às sinagogas, destruindo os livros judaicos, proibir os rabinos de pregar, e apreender os bens e dinheiro dos Judeus e também expulsá-los ou fazê-los trabalhar forçosamente.
Queima dos livros judaicos
Lutero também parecia aconselhar seus assassinatos, escrevendo "É nossa a culpa em não matar eles."
Judeus mortos
A campanha contra os judeus de Lutero foi bem sucedida na Saxónia, Brandenburg, e Silésia. Josel de Rosheim (1480-1554), que tentou ajudar os judeus na Saxônia, escreveu em seu livro de memórias a situação de intolerância foi causada por "(…) esse sacerdote cujo nome é Martinho Lutero - (…) seu corpo e alma vinculada até no inferno!! - que escreveu e publicou muitos livros heréticos no qual disse que quem ajudasse judeus seria condenado à perdição."

Josel teria pedido a cidade de Estrasburgo para proibir a venda das obras antijudaicas de Lutero; porém seu pedido foi-lhe negado quando um pastor luterano de Hochfelden argumentou em um sermão que os seus paroquianos deviam assassinar judeus. O anti-semitismo de Lutero persistiu após a sua morte, ao longo de todo o ano 1580, motins expulsaram judeus de vários estados luteranos alemães.
A opinião predominante entre os historiadores é que a sua retórica antijudaica contribuiu significativamente para o desenvolvimento do anti-semitismo na Alemanha, e na década de 1930 e 1940 auxiliou na fundamentação do ideal do nazismo de ataques a judeus. O próprio Adolf Hitler em sua autobiografia Mein Kampf considerou Lutero uma das três maiores figuras da Alemanha, juntamente com Frederico, o Grande, e Richard Wagner.

Em 5 de outubro de 1933, o Pastor Wilhelm Rehm de Reutlingen, declarou publicamente, que "Hitler não teria sido possível, sem Martinho Lutero". Julius Streicher, o editor do jornal Nazista Der Stürmer, argumentou durante sua defesa no julgamento de Nuremberg que nunca havia dito nada sobre os judeus que Martinho Lutero não tivesse dito 400 anos antes.

Em novembro de 1933, uma manifestação protestante que reuniu um recorde de 20.000 pessoas, aprovou três resoluções: 

Adolf Hitler é a conclusão da Reforma; 

Judeus Batizados devem ser retirados da Igreja; 

O Antigo Testamento deve ser excluído da Sagrada Escritura. 

Diversos historiadores (entre os quais se destacam William L. Shirer e Michael H. Hart) sugerem que a influência de Lutero tenha auxiliado a aceitação do nazismo na Alemanha pelos protestantes no século XX. Shirer fez a seguinte observação em Ascensão e queda do Terceiro Reich: 

“O grande fundador do protestantismo não foi só anti-semita apaixonado como feroz defensor da obediência absoluta à autoridade política. Desejava a Alemanha livre de judeus, conselho que foi literalmente seguido quatro séculos mais tarde por Hitler, Göring e Himmler.” 

Como pode Lutero ter sido cheio da inspiração do Altíssimo e fundado uma sã doutrina com essas praticas?

Não devias tu, igualmente, ter compaixão do teu companheiro, como eu também tive misericórdia de ti? (Mateus 18:33)

Ora, o Altíssimo de paciência e consolação vos conceda o mesmo sentimento uns para com os outros, segundo o messias Yaohúshua. (Romanos 15:5) 

E à ciência a temperança, e à temperança a paciência, e à paciência a piedade, (2 Pedro 1:6-7) 

Se alguém ensina alguma outra doutrina, e se não conforma com as sãs palavras de nosso Senhor Yaohúshua, e com a doutrina que é segundo a piedade,

É soberbo, e nada sabe, mas delira acerca de questões e contendas de palavras, das quais nascem invejas, porfias, blasfêmias, ruins suspeitas,

Contendas de homens corruptos de entendimento, e privados da verdade, cuidando que a piedade seja causa de ganho; aparta-te dos tais. (1 Timóteo 6:3-5)

Texto montado e editado por Jonathan Costa Salabert

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Reter o que é Bom - Kamen Rider

Reter o que é Bom - Kamen Rider




O vídeo acima é a música de abertura do tokusatsu (seriado de super-heróis japoneses) Kamen Rider Faiz, de 2003. Acredito que muita gente vai pensar: "puxa, um 'crente' postando coisas de super-heróis japoneses?" ou "'Crente' pode assistir super-heróis japoneses"?
Permitam-me levá-los para 1971, quando as TVs japonesas exibiam o primeiro Kamen Rider (logicamente, com bem menos efeitos especiais e bem mais "defeitos" especiais que o do vídeo). O primeiro Kamen Rider era um ser humano comum que foi submetido a uma operação e a uma lavagem cerebral parcial por uma organização maligna que visava dominar o mundo, para se tornar um ser super-humano. Porém, conseguiu superar o terrível destino de ser uma máquina de matar a serviço do mal e passou a lutar pelo bem da humanidade. Posso facilmente traçar um paralelo entre ele e a minha pessoa, guardando-se as devidas proporções, já que eu não saio por aí enfrentando monstros, pelo menos não literalmente. Os monstros que devemos enfrentar não são visíveis, muitas vezes estão dentro de nós e são mais feios que os da televisão.
Vários dos Kamen Riders mais antigos (e alguns dos mais recentes também) seguiam esta mesma linha, de um ser humano que foi modificado para fazer o mal, mas se vira contra ele e passa a enfrentá-lo.
Os dois primeiros Kamen Riders
É bem verdade que de lá pra cá muita coisa mudou. Nos Kamen Riders "das antigas" a coisa era bem mais light. Raramente ocorriam mortes de inocentes (e mesmo quando ocorriam, não eram mostradas explicitamente), pois sempre que alguém estava em perigo, o herói chegava chutando o traseiro do inimigo e salvava o dia. Em algumas das séries mais recentes, em especial as que foram exibidas a partir do ano 2000, vemos gente morrendo a rodo antes que o vilão seja finalmente exterminado.
Em Kamen Rider Agito, de 2001, por exemplo, o enredo se desenvolve revelando dois seres idênticos em aparência, porém de natureza oposta e de incrível poder, sendo um deles vestido de branco e outro de preto. Um deles (acredito que o de preto, não me recordo bem) é dado a entender ser "Deus" na história, um deus que não quer que seres humanos tenham ou utilizem poderes paranormais, e portanto sai mandando seus emissários para exterminar tais pessoas. O outro ser, o oposto desse deus, por outro lado, se manifesta em alguns homens (os que são chamados de Kamen Riders nesta história), e os capacita a enfrentar e vencer esses seres enviados para assassinar os humanos com poderes paranormais.
Ora, sabemos que o uso de poderes paranormais de qualquer espécie é condenado pelo Criador (que muitos de vocês devem conhecer como Deus, mas que não chamo por este nome pelos motivos descritos na postagem anterior), mas nem por isso Ele sai assassinando os que o fazem. Quanto ao opositor dele (que sabemos muito bem quem é) capacitar pessoas a lutar contra ele, e se colocar como o "bem" na história, nem se fala... É por isso que, embora tenha assistido toda a série Kamen Rider Agito, não concordo com a mensagem passada por ela, e nem deixaria que um filho meu a assistisse.
Em Kamen Rider Den-O, de 2007, o herói da história viaja em um trem através do tempo para impedir que seres mal-intencionados alterem o passado e, consequentemente, o presente e o futuro. Até aí tudo bem, o problema é a maneira que ele ganha os poderes necessários para enfrentar tais vilões. Quatro seres extra-dimensionais (mesma origem dos vilões que ele enfrenta, só que "bonzinhos"), se revezam, de acordo com a necessidade, algumas vezes mais de um ao mesmo tempo, possuindo o protagonista e capacitando-o a combater os inimigos. Não sei quanto a vocês, mas, novamente, deixar que um filho meu pense que "seres extra-dimensionais" são bonzinhos e dão superpoderes a quem se deixar possuir por eles é algo que eu não faria...
Ainda da nova safra de Kamen Riders, temos Kamen Rider OOO, que terminou de ser exibido recentemente. Mensagens subliminares (OOO=666?) e referências ao antigo Egito (cultura conhecidamente pagã) à parte, temos um enredo no qual a cobiça humana por fama, poder, dinheiro e bens materiais, quando exagerada, cria monstros incontroláveis, que são detidos pelo protagonista, um rapaz com um raro desapego de bens materiais (um andarilho que não carrega nada mais que uma cueca extra para usar no dia seguinte) e vontade de ajudar as pessoas.
Entendem o que quero dizer com reter o que é bom? Bom senso na hora de ver quanto daquilo serve pra edificação da sua vida e da de outras pessoas faz toda a diferença.
Ah, sim... No Kamen Rider cuja canção de abertura temos no vídeo acima, muita gente tem o coração pulverizado pelos vilões da série, virando areia logo depois. A forma de morte mais brutal da qual consigo me lembrar no momento em toda a história dos Kamen Riders. O motivo de eu tê-la postado aqui? A letra, que se parece em muito com o que se passava em minha mente quando comecei a pesquisar a respeito dos mistérios deste mundo, no começo desse ano... Segue a letra, em português.


Neste universo sempre em expansão, você consegue sentir?
Vamos contar a história deste planetinha
Diga-me a verdade, o futuro no qual acreditei
está desmoronando?

A tristeza, ela se repete uma vez após outra
Para onde estamos indo?

Agora mesmo, no coração de cada um
O despertar: "é hora de ir"
Para se tornar mais forte
Mais uma vez, na hora de escolher entre proteger e lutar
O dilema não terminará mesmo que você fuja
O fim justifica os meios?

Seja realista, este céu de amanhã
Pode não ser para sempre, quem sabe?
Novamente, enviando a mensagem:
"A contagem regressiva começou."

Tenho certeza de que há algo faltando
Há algo que ainda precisamos fazer

Agora mesmo, no coração de cada um
Abra os olhos para o caminho que você segue
Procure a verdade
Não importa se você acredita ou dúvida
O dilema é um ciclo interminável
O fim justifica os meios?

terça-feira, 20 de setembro de 2011

O nome de Jesus não é Jesus

O nome de Jesus não é Jesus


E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos. Atos 4:12


Pense comigo. Você foi batizado com um nome. Aqui ou em qualquer outro lugar, seu nome é o mesmo, certo? Quero dizer, se você se chama Alexandre, não é por estar num país de língua espanhola que você se chamará ou atenderá pelo nome Alejandro, certo? Assim como Nicolas Cage não é chamado de Nicolau Gaiola nos países de língua portuguesa. Ora, se nomes não devem ser traduzidos, então porque com os nomes mais importantes de todos, que são o nome do Criador e o nome do Messias deveria ser diferente?
Compreendo que seja difícil ouvir que algo que você ouve desde criança está errado, mas a realidade é essa. Crescemos ouvindo sobre o nome do Pai e do Filho, e acreditando que seus nomes eram, respectivamente, Deus e Jesus Cristo. Depois de ouvir isso a vida toda, é compreensível a rejeição à idéia de que seus nomes não sejam esses. Eu, o autor deste blog, também apresentei resistência à ideia durante um bom tempo, inclusive este blog adotou esta nomenclatura durante um bom tempo, e agora, humildemente, se retrata. 
Os nomes em hebraico, sem "traduções" estão provados e comprovados, nas escrituras originais em hebraico e em estudos arqueológicos, como se pode ver nos vídeos a seguir:

Porque trocaram os nomes? Porque "traduziram", se eles são tão importantes? Não é o tema principal desta postagem, apesar de ser importante para que se entenda porque quase todo mundo fala e conhece de um jeito (vários, na verdade), e tão poucos defendem os nomes verdadeiros, aqui apresentados. Além do que foi dito nos vídeos a respeito dessa salada de nomes para o Criador e o Messias, mais respostas podem ser encontradas nesta compilação de estudos a respeito do tema.
Porém, você não precisa se basear apenas nas opiniões aqui apresentadas, mesmo que talvez elas te pareçam convincentes. Assim como eu, que busquei outras fontes de informação, você pode e deve ter contato com outras opiniões antes de formar a sua própria. Procure a Verdade, retenha o que é bom.


sexta-feira, 19 de agosto de 2011

GIFs Mais que Animados

GIFs Mais que Animados


Photobucket

A fotógrafa novaiorquina Jamie Beck mudou totalmente o conceito de GIFs animados ao criar uma respeitada forma de arte, apresentando fotos extremamente impressionantes.Para quem não sabe, os GIFs animados são famosos na internet. Entretanto, a grande maioria tem caráter humorístico e não guarda grandes preocupações com a qualidade das imagens. O que Jamie faz é exatamente o contrário. As imagens possuem incrível realismo e chama atenção pelos detalhes.Batizadas como “cinemagraphs”, ela busca não esgotar as possibilidades de uma imagem. Esta realmente parece ser a chave para criar uma arte respeitável.

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

sábado, 6 de agosto de 2011

Mamãe Tigresa e seus... Porquinhos?

Mamãe Tigresa e seus... Porquinhos?


"Ninguém nasce odiando outra pessoa pela cor de sua pele ou por sua origem, ou sua religião.

Para odiar, as pessoas precisam aprender.

E se podem aprender a odiar, podem ser ensinadas a amar, pois o amor chega mais naturalmente ao coração humano do que o seu oposto.

A bondade humana é uma chama que pode ser oculta, jamais extinta."
(Nelson Mandela)


Num Zoológico na Califórnia, essa Tigresa deu cria a 3 tigrinhos que infelizmente não resistiram as complicações da gravidez e morreram logo após o nascimento.

A Mãe-Tigresa, depois de se recuperar do parto, começou a piorar seu estado de saúde, mesmo que fisicamente ela estivesse bem.

Os veterinários sentiram que a perda da cria causou uma profunda depressão na tigresa.

Os médicos decidiram que se a tigresa adotasse a cria de uma outra mãe, talvez melhoraria.

Após checar com vários zoológicos pelo país, tiveram a triste noticia de que não havia nenhuma cria de órfãos tigrinhos na mesma idade para levar para a mãe tigresa.

Os veterinários então decidiram tentar algo que nunca teria sido tentado antes em um zoológico.

Às vezes a mãe de uma espécie cuida dos filhotes de uma diferente espécie.

Os únicos órfãos que puderam ser encontrados rapidamente foram as crias de uma porquinha.

Os funcionários do Zoológico e os veterinários revestiram os porquinhos em pele de tigre e colocaram os bichinhos ao redor da mãe tigre.

Eles virariam a cria da tigresa ou lombinho???

Dê uma olhada... você não vai acreditar nos seus olhos!




sábado, 2 de julho de 2011

A Lei e a Graça

A Lei e a Graça


Talvez você já conheça o irmão Rubens, que tem causado bastante polêmica no meio cristão com os vídeos de seus canais no youtube, o verdadeoculta e o verdadeoculta2, tendo sido até mesmo taxado de herege entre muitos. Entretanto, devo dizer que concordo com grande parte das controversas opiniões dele. Muitos dogmas religiosos, tão duramente criticados por Jesus enquanto esteve em carne entre nós, acabaram sendo incorporados ao evangelho por vários meios, dentre eles a reforma protestante de Lutero, misturando elementos da nova aliança (crucificação, morte e ressurreição do Salvador), da velha aliança (lei de Moisés), e até mesmo do paganismo, fazendo uma verdadeira salada, que é aceita sem questionamentos em grande parte das denominações cristãs. Segundo Rubens, tudo isso pode ser constatado através de uma leitura mais atenta e abrangente dos livros do novo testamento, com destaque para o livro de Atos dos apóstolos, que relata o ínicio das atividades dos apóstolos na pregação do evangelho.

Assista aos vídeos a seguir e entenda porque, entre outras coisas:
  • Não precisamos frequentar um templo feito de tijolos (ou madeira, dependendo do caso). (Atos 7:48-49); 
  • Não precisamos celebrar a "Santa Ceia", enquanto ritual no qual se come um pedacinho de pão de forma e se bebe um calicezinho de suco de uva; 
  • Não precisamos de sacerdotes, pois Jesus é o único mediador entre Deus e os homens; 
  • E por último, mas não menos importante e polêmico, não precisamos deixar aos cuidados da igreja 10% de nossos rendimentos mensais, por ser um costume praticado na velha aliança. Observe que o famoso Malaquias 3:10, tão usado para defender o dízimo, se encontra no velho testamento. No novo testamento não se encontra nenhuma referência a tal prática, muito pelo contrário (Atos 8:18-23). Além disso, tanto o ritual conhecido como "Santa Ceia" como o dízimo são contrários ao que é dito em Efésios 2:8-9. A salvação não se alcança por meio de obras.










    Assistam com atenção e comentem a vontade. Argumentos contrários ao ponto de vista aqui exposto NÃO serão excluídos. A Paz!

    terça-feira, 7 de junho de 2011

    Homem-Animal / Homem-Máquina

    Homem-Animal / Homem-Máquina

    Nestes últimos dias, é cada vez mais notável a existência de homens-máquina, homens-animal ou até mesmo fusões de ambos entre nós. E não me refiro (não diretamente, não nesta postagem) a experimentos científicos envolvendo estes três tipos de criatura, com quaisquer objetivos.
    O homem-animal é aquele que é movido inteiramente (ou em boa parte do tempo) por seus instintos, em especial os reprodutivos. Este tipo de homem pode gostar de músicas que falem, explicitamente, sobre sexo, embora nem todos os homens-animal gostem.
    Os homens-animal por muitas vezes usam sentimentos como o amor para justificar a satisfação de seus impulsos, e dificilmente olham, conversam ou se referem a uma mulher bonita com outra intenção que não o sexo. De fato, você nunca vê este tipo de homem usando o adjetivo bonita para se referir a uma mulher, a menos que esteja tentando agradá-la.
    Já os homens-máquina são fascinados por todo tipo de avanço científico na área da informática, robótica e afins. Até aí muitos homens comuns também se interessam por este tipo de coisa, mas é aí que começam as diferenças. E falo por experiência própria...
    Homens-máquina, em seu fascínio pelos avanços tecnológicos, muitas vezes sem perceber começam a esquecer-se de que são humanos. Lembro-me de, há alguns meses, estar em uma fase da minha vida na qual as pessoas, seus anseios e frustrações, e as coisas estúpidas que muitas delas faziam tentando lidar com estes sentimentos me aborreciam profundamente, pois eu estava me esquecendo de tentar compreendê-las. Pior do que isso, eu estava perdendo essa capacidade.
    Em meu processo de transformação em homem-máquina, houve uma madrugada na qual postei em meu twitter (e consequentemente meu facebook e status do MSN, uma vez que estão todos interligados) que me entendia melhor com os computadores do que com as pessoas, me orgulhando disso. Cheguei ao absurdo de dizer em minhas redes sociais como seria maravilhoso se eu não tivesse um corpo físico e suas necessidades, mas somente meu cérebro conectado 24 horas por dia a um supercomputador, tendo minhas necessidades supridas somente pela internet.
    Hoje dou graças a Deus por não ser assim, pois Ele criou o homem para ser homem, não animal ou máquina. Todos os homens nascem homens, mas muitos deles acabam, devido a uma série de fatores, transformando-se em homens-animal, homens-máquina ou híbridos de ambos. A boa notícia é que Ele sabe como reverter qualquer estágio de transformação de um ser humano em máquina ou animal, bastando o ser humano em questão se dar conta disso e permitir que Ele trabalhe.
    Minha oração de cada dia é que eu esteja cada vez mais distante de ser um homem-animal ou um homem-máquina, e cada vez mais próximo de ser um homem-homem, criado à imagem e semelhança de Deus.

    terça-feira, 10 de maio de 2011

    Dez coisas a serem aprendidas com o Japão

    Dez coisas a serem aprendidas com o Japão

    Mais um e-mail que virou postagem. Se você também recebeu, desconsidere :)

    A carta abaixo foi escrita por um imigrante vietnamita que é policial no Japão (Fukushima). Foi enviada a um jornal em Shangai que traduziu e publicou. Recebi essa tradução, com a nota de ter sido traduzida o mais fielmente possível ao texto original.

    Querido irmão,
    Como estão vocês e sua família? Estes últimos dias tem sido um verdadeiro caos. Quando fecho meus olhos, vejo cadáveres e quando os abro, também vejo cadáveres.
    Cada um de nós está trabalhando umas 20 horas por dia e mesmo assim, gostaria que houvesse 48 horas no dia para poder continuar ajudar e resgatar as pessoas.
    Estamos sem água e eletricidade e as porções de comida estão quase a zero. Mal conseguimos mudar os refugiados e logo há ordens para mudá-los para outros lugares.
    Atualmente estou em Fukushima – a uns 25 quilômetros da usina nuclear. Tenho tanto a contar que se fosse contar tudo, essa carta se tornaria um verdadeiro romance sobre relações humanas e comportamentos durante tempos de crise.
    As pessoas aqui permanecem calmas – seu senso de dignidade e seu comportamento são muito bons – assim, as coisas não são tão ruins como poderiam. Entretanto, mais uma semana, não posso garantir que as coisas não cheguem a um ponto onde não poderemos dar proteção e manter a ordem de forma apropriada.
    Afinal de contas, eles são humanos e quando a fome e a sede se sobrepõem à dignidade, eles farão o que tiver que ser feito para conseguir comida e água. O governo está tentando fornecer suprimentos pelo ar enviando comida e medicamentos, mas é como jogar um pouco de sal no oceano.
    Irmão querido, houve um incidente realmente tocante que envolveu um garotinho japonês que ensinou um adulto como eu uma lição de como se comportar como um verdadeiro ser humano.
    Ontem à noite fui enviado para uma escola infantil para ajudar uma organização de caridade a distribuir comida aos refugiados. Era uma fila muito longa que ia longe. Vi um garotinho de uns 9 anos. Ele estava usando uma camiseta e um par de shorts.
    Estava ficando muito frio e o garoto estava no final da fila. Fiquei preocupado se, ao chegar sua vez, poderia não haver mais comida. Fui falar com ele. Ele disse que estava na escola quando o terremoto ocorreu. Seu pai trabalhava perto e estava se dirigindo para a escola. O garoto estava no terraço do terceiro andar quando viu a tsunami levar o carro do seu pai.
    Perguntei sobre sua mãe. Ele disse que sua casa era bem perto da praia e que sua mãe e sua irmãzinha provavelmente não sobreviveram. Ele virou a cabeça para limpar uma lágrima quando perguntei sobre sua família.
    O garoto estava tremendo. Tirei minha jaqueta de policial e coloquei sobre ele. Foi ai que a minha bolsa de comida caiu. Peguei-a e dei-a a ele. “Quando chegar a sua vez, a comida pode ter acabado. Assim, aqui está a minha porção. Eu já comi. Por que você não come”?
    Ele pegou a minha comida e fez uma reverência. Pensei que ele iria comer imediatamente, mas ele não o fez. Pegou a bolsa de comida, foi até o início da fila e colocou-a onde todas as outras comidas estavam esperando para serem distribuídas.
    Fiquei chocado. Perguntei-lhe por que ele não havia comido ao invés de colocar a comida na pilha de comida para distribuição. Ele respondeu: “Porque vejo pessoas com mais fome que eu. Se eu colocar a comida lá, eles irão distribuir a comida mais igualmente”.
    Quando ouvi aquilo, me virei para que as pessoas não me vissem chorar.
    Uma sociedade que pode produzir uma pessoa de 9 anos que compreende o conceito de sacrifício para o bem maior deve ser uma grande sociedade, um grande povo.
    Envie minhas saudações a sua família. Tenho que ir, meu plantão já começou.
    Ha Minh Thanh

    1 – A CALMA
    Nenhuma imagem de gente se lamentando, gritando e reclamando que “havia perdido tudo”. A tristeza por si só já bastava.
    2 – A DIGNIDADE
    Filas disciplinadas para água e comida. Nenhuma palavra dura e nenhum gesto de desagravo.
    3 – A HABILIDADE
    Arquitetos fantásticos, por exemplo. Os prédios balançaram, mas não caíram.
    4 – A SOLIDARIEDADE
    As pessoas compravam somente o que realmente necessitavam no momento. Assim todos poderiam comprar alguma coisa.
    5 – A ORDEM
    Nenhum saque a lojas. Sem buzinaço e tráfego pesado nas estradas. Apenas compreensão.
    6 – O SACRIFÍCIO
    Cinqüenta trabalhadores ficaram para bombear água do mar para os reatores da usina de Fukushima. Como poderão ser recompensados?
    7 – A TERNURA
    Os restaurantes cortaram pela metade seus preços. Caixas eletrônicos deixados sem qualquer tipo de vigilância. Os fortes cuidavam dos fracos.
    8 – O TREINAMENTO
    Velhos e jovens, todos sabiam o que fazer e fizeram exatamente o que lhes foi ensinado.
    9 – A IMPRENSA
    Mostraram enorme discrição nos boletins de notícias. Nada de reportagens sensacionalistas com repórteres imbecis. Apenas reportagens calmas dos fatos.
    10 – A CONSCIÊNCIA
    Quando a energia acabava em uma loja, as pessoas recolocavam as mercadorias nas prateleiras e saiam calmamente.

    sábado, 7 de maio de 2011

    49 Motivos pra não assistir a Rede Globo

    49 Motivos pra não assistir a Rede Globo
    (Como visto em www.libertar.info)

    Para que esta postagem não fique apenas no ctrl+c / ctrl+v, as imagens abaixo contém links para postagens interessantes sobre o mesmo tema (plim, plim!) que encontrei enquanto pesquisava imagens para esta postagem em si. Destaque para a primeira, que não apenas fala a respeito mas também disponibiliza o link para assistir online ou fazer o download de "Muito além do cidadão Kane", documentário produzido pela BBC de Londres, e censurado pela Globo aqui no Brasil. Vale a pena conferir.
    1. Apoiou a ditadura militar.

    2. Nunca se pronunciou contra a censura prévia à imprensa.

    3. Ignorou a tortura e sempre encampou as versões oficiais em relação aos desaparecidos políticos. Quando algum militante aparecia morto, o jornal dizia que ele tinha sido atropelado.

    4. Boicotou a Campanha das Diretas enquanto pôde. É dessa época, a frase “O povo não é bobo. Abaixo a Rede Globo”, repetida em comícios da oposição quando a emissora insistia em dizer que apenas umas poucas pessoas tinham aparecido.

    5. Sempre esteve ao lado de todos os governos, civis ou militares, fosse o presidente um latifundiário, um sociólogo, um metalúrgico ou um notório corrupto.

    6. Elegeu o Collor.

    7. Seu núcleo de Jornalismo distorce as notícias, manipula dados estatísticos, omite, deforma e ficciona a História brasileira e mundial. Por isso, o Jornal Nacional tem o apelido carinhoso de Ilha da Fantasia.

    8. O Jornal Nacional veicula as notícias com um vocabulário de no máximo 850 palavras.

    9. A emissora está chantageando o governo para que o BNDES lhe entregue a quantia de 1 bilhão de reais no intuito de sanear suas contas fraudulentas.

    10. Muito desse rombo financeiro deveu-se à má administração e à falta de planejamento. Acreditando no canto da sereia do Plano Real, a empresa monopolista esperava 10 milhões de assinantes da Net. Conseguiu 1,2 milhão.

    11. No começo, chamava-se Globo Cabo. Recebeu o batismo jurídico de Net Serviços, já se preparando para uma possível venda. Mas ninguém comprou esse pepino.

    12. A incompetência foi além: a Rede Globo enterrou US$ 200 milhões na compra dos direitos de transmissão dos jogos da Copa do Mundo no México e da que será jogada em 2006, amargando um prejuízo de US$ 30 milhões.

    13. Um dia depois do Lula ser eleito, em 2002, um comunicado assinado pelo diretor financeiro da empresa, Ronnie Marinho, anunciou que a holding do grupo decidira suspender o pagamento das dívidas de US$ 2,63 bilhões por, pelo menos, 90 dias.

    14. Mesmo assim, por conta desse delírio de grandeza, continuou mantendo inúmeros contratados sob regime de quase escravidão.

    15. Gasta fortunas incríveis comprando o passe de atores para que fiquem de stand by sob sua jurisdição, proibindo-os de trabalharem no teatro ou em outras emissoras. O exemplo mais gritante é a Lucélia Santos. Quando fez uma novela pra Manchete, ficou na geladeira durante décadas.

    16. Isso sem contar que não recebeu vários direitos de imagem pela novela Escrava Isaura, a novela mais vista no mundo, pela qual a emissora ganhou uma baba incalculável.

    17. A Globo atuou abertamente dentro do Congresso Nacional, pressionando e corrompendo os deputados, com o objetivo de melar a votação sobre as mudanças na Lei de Concessão de Canais de TV e Emissoras de Rádio.

    18. Roberto Marinho em pessoa se encarregou de censurar a cobertura da eleição de 1989 no jornal O Globo.

    19.Demitiu fotógrafos que entregavam flagrantes onde se via mais pessoas nos comícios de Lula.

    20. O núcleo de Jornalismo manipulou vergonhosamente o debate entre Collor e Lula.

    21. Das 2 horas da tarde até às 11 da noite, a emissora transmite nada menos que 7 novelas, entre reprises, soap opera, casos especiais e minisséries.

    22. O resto é anúncio de celular e de bancos, esses mesmos que cobram juros de 12,5% ao mês para uma inflação projetada de 4,5% ao ano.

    23. Nas telenovelas, o pessoal passa o tempo todo correndo atrás da verdadeira mãe, do verdadeiro pai e a grande dúvida é saber se o filho é legítimo. Chamam isso de dramaturgia.

    24.98% dos atores são brancos, bonitos e musculosos.

    25. Em geral, as atrizes negras que não são empregadas domésticas são bonitas e vão posar para a Playboy.

    26. Os poucos atores negros agem como brancos.

    27. 80% não são atores, são modelos de publicidade.

    28. O núcleo de dramaturgia é composto por 15 roteiristas que ganham de 20 a 30 paus por mês. Quando não estão na ativa, ganham só 10.

    29. Geralmente, os atores de telenovelas para adolescentes só são flagrados lendo um livro quando quebram uma perna.

    30. A emissora é também conhecida como Vênus Platinada, Chapa Branca, Canal Hegemônico, Cocaína dos Pobres.

    31. Detém 80% dos anunciantes de todo o território nacional mas a audiência não é eqüivalente.

    32. A Som Livre, empresa agregada, pressiona, chantageia e domina completamente todas as rádios brasileiras, impondo cantores, compositores e músicas que tocam nas novelas.

    33. No início dos anos 90, num programa matinal da TV Globo dirigido ao público infantil, crianças entravam numa gincana pela disputa de um game qualquer. A que apresentava o pior desempenho era castigada recebendo um livro de presente.

    34. A Xuxa conseguiu banir das locadoras de todo o país o filme Amor, Estranho Amor, onde aparecia nua. A obra prima de Walter Hugo Khoury não poderá mais ser vista por ninguém nunca mais, coisa que nem a ditadura militar conseguiu fazer na sua época mais obscura e feroz.

    35. Alegou que estava zelando pela sua imagem: protegia os baixinhos. Anos mais tarde, deu um exemplo desse desvelo em relação ao seu público mirim: contratou o Luciano Szafir para que a emprenhasse com seu sêmen, reeditando velhos postulados nazistas de limpeza da raça ariana. Depois que Sasha nasceu, ela deu um pé no sujeito, que foi banido definitivamente da programação global e caiu no ostracismo.

    36. Sob o beneplácito da Globo, a Xuxa é a principal responsável pela erotização precoce das crianças brasileiras.

    37. Hipocritamente, na outra ponta, o jornalismo da Rede Globo dá a maior cobertura à caça de pedófilos. Dessa maneira, fatura nos dois pólos. Cria a demanda e a persegue.

    38. A emissora não deu a menor cobertura de segurança ao jornalista Tim Lopes. Pelo contrário, incitou-o a se expor diante do perigo do narcotráfico com câmaras ocultas e mini gravadores camuflados, tudo para promover o espetáculo do voyerismo na telinha.

    39. Demorou dois dias para noticiar seu desaparecimento.

    40. Depois que Tim foi encontrado retalhado em pedacinhos e carbonizado, promoveu outro espetáculo de igual magnitude, tornando-o mártir da notícia. Faturando em cima mais uma vez.

    41. Quando viajamos ao exterior e ficam sabendo que somos brasileiros, sempre perguntam: “Ah, você é daquele país que é governado por um canal de televisão?”

    42. Quando perguntam quem manda no Brasil, a hierarquia é a seguinte: primeiro, Roberto Marinho, segundo, ACM e, por último, o presidente da República. Com a morte do Cidadão Kane tupiniquim, nada mudou: botaram um filho no lugar.

    43. Nunca a Globo prestou contas à opinião pública sobre o destino do dinheiro do projeto Criança Esperança. Mas sabe-se que ele vai para muitos bolsos, principalmente o do Renato Aragão. Uma merreca vai para os Programas de Caridade.

    44.O demagogo Galvão Bueno é o porta voz oficial da emissora. Com sua voz metálico-ufanista, faz lobby, pressiona dirigentes, escala jogadores e demite técnicos de clubes e da seleção. Criou uma semiologia da Fórmula 1. Mistificou a vida (e principalmente a morte) de Ayrton Senna, tornando-o um fetiche áudio visual da classe média brasileira.

    45. Através das telenovelas, a TV Globo uniformizou até a fala do brasileiro, destruindo o folclore, a cultura, os sotaques e dialetos regionais.

    46. A trama das Telenovelas fica sob a tutela de um bando de donas de casa, que estica ou abrevia histórias, censura comportamentos, atitudes, opções sexuais, episódios difíceis e núcleos inteiros, determinando a morte de personagens, casamentos e a reviravolta do enredo através de viagens sem volta e shoppings que explodem

    47. Tomou a dianteira na tentativa mais espetacular de estupidificação do povo brasileiro: o Big Brother, um programa diário onde os convidados ficam de sunga durante o dia, vestem um roupão à tarde e, à noite, todos somem debaixo de enormes edredons e cobertores.

    48. Como se percebe logo nos minutos iniciais dos reality shows, o grande desafio é fazer com que os integrantes do grupo formem palavras com mais de uma sílaba.

    49. O pessoal fica indo e vindo, toca uma musiquinha no fundo, um cachorro se coça, uma menina de biquíni passa bronzeador no corpo, um garotão espanta uma mosca. Da noite para o dia, pessoas que não sabem fazer absolutamente nada e viram celebridades.

    sexta-feira, 29 de abril de 2011

    Homenagem e Reflexões

    Homenagem e Reflexões

    Dedico esta postagem à minha tia Dalva, que completou mais um abençoado ano de vida ontem.


    Pra me fazer entender nas linhas que se seguem, devo primeiro dar à vocês uma idéia de no que estive metido nesses últimos dias, algumas pesquisas e peregrinações em assuntos polêmicos e desafiadores do senso comum, que tiveram como estopim os desastres que ocorreram no Japão no mês passado. Não vou me aprofundar aqui, mas uma amostra dos conflitos pessoais que passei em virtude das descobertas que fiz e conclusões a que cheguei pode ser vista em algumas das minhas postagens recentes, como esta e esta.
    Basta que se saiba que foram coisas que viraram meu mundo de pernas para o ar ler a respeito, mas quem tiver curiosidade e entendimento logicamente é livre pra procurar por conta própria ou até mesmo especular que descobertas tão terríveis e perturbadoras foram essas. Mas se aceitam um conselho, façam isso com moderação.
    Nos últimos 3 dias passei algum tempo com uma pessoa a quem não visitava já há algum tempo, que é a homenageada desta postagem. Nos dois primeiros dias, tentando fazer funcionar da melhor maneira possível um PC tão antigo quanto o meu primeiro, um Celeron D single core 2,66GHz, com 256MB de RAM DDR, HD IDE de 80GB e vídeo onboard. Pra quem é leigo em informática e não entende tudo isso que eu acabei de dizer, basta dizer que se trata de uma configuração tão mínima que roda com dificuldade até mesmo os programas mais simples da atualidade, como MSN, pacote Office e navegadores de internet.
    No terceiro desses dias não estive lá a trabalho, apenas dei uma passada rápida para dar-lhe os parabéns por seu aniversário. Aproveitei que a dona do computador estava em casa para explicar a ela da melhor maneira que pude porque o computador continua lento, apesar de todo o meu trabalho, e do que pode ser feito para melhorar a situação.
    O fato é que esses três dias observando e convivendo com minha tia me levaram à seguinte reflexão:
    Minha tia Dalva acredita em Deus, em Jesus Cristo, e é uma das pessoas mais em paz com a vida apesar dos problemas do dia-a-dia que eu conheço, e não precisou encher a cabeça com tudo o que eu enchi pra isso. Ela não tem o menor interesse por política internacional e pra ela tanto faz se o homem foi à lua pela primeira vez quando disseram que ele foi, ou se foi o Osama Bin Laden que mandou explodir o WTC ou não. Ela fala de Deus para as pessoas pelos motivos que mais vale a pena se falar, e do modo mais simples de as pessoas entenderem: sendo uma pessoa simples, humilde, tratando bem as pessoas, e encarando com otimismo as dificuldades que surgem na vida, e não como única forma de as pessoas ao redor de todo o mundo perceberem que estão sendo manipuladas e se salvarem de um caos iminente que está sendo omitido delas pela mídia e pelo governo (seja lá o que isto signifique).
    Sou muito grato a Deus e a ela por esta lição, que me trouxe de volta a paz de espírito que eu tinha na minha feliz ignorância do status quo de alguns meses atrás.


    Não andeis ansiosos por coisa alguma; antes em tudo sejam os vossos pedidos conhecidos diante de Deus pela oração e súplica com ações de graças

    (Filipenses 4:6)

    quinta-feira, 14 de abril de 2011

    Os Vegetais e o Consumismo

    Os Vegetais e o Consumismo

    Não, esta não será uma postagem sobre nutrição, sobre o consumo de vegetais nem nada do tipo...
    Você conhece a expressão "Quem não tem tudo o que ama, deve amar tudo o que tem"? Embora eu considere um pouco exagerado ou até mesmo impróprio usar o verbo amar para se referir a bens materiais, acho que essa expressão descreve bem o tema que pretendo abordar hoje. Ou até mesmo alguns versos da canção de Zeca Pagodinho, que dizem "Se não tenho tudo o que preciso, com o que tenho vivo" e "Sou feliz e agradeço por tudo o que Deus me deu", entre outras mensagens de otimismo.
    Mas mensagens positivas não são e nem devem ser apenas para adultos. Lembro-me de várias vezes ter visto minha irmã mais nova colocar para meu sobrinho, hoje com cinco aninhos, um DVD infantil dos Vegetais (ou VeggieTales, no original), contando a história de Madame Blueberry, que achava que a chave da felicidade estava em ter muitas e muitas coisas, mas acabou aprendendo que não é bem assim que funciona. Uma mensagem muito bem-vinda numa sociedade materialista como a que vivemos hoje, onde o "ter" é considerado cada vez mais importante do que o "ser".
    Eu pretendia colocar aqui a historinha toda, que achei em partes no youtube, mas na primeira parte dela o áudio estava desativado devido a direitos autorais, o que não me impede de postar aqui uma das minhas partes favoritas. Acompanhem:

    Que tal? Nada mal ensinar uns valores anti-materialistas para as crianças, não é mesmo? Apesar de que muita gente grande também deveria aprender sobre isso... Não tenho filhos e nem pretendo tê-los tão cedo, mas se tivesse ficaria tranquilo em deixá-lo assistindo a desenhos como esse. Mas caso você prefira acreditar que o seu filho está mais bem acompanhado com os personagens Disney, fique à vontade. Afinal, cada um sabe onde o calo aperta...
    Pra terminar, seguem aqui os links para download deste DVD, pra quem quiser acompanhar a história na íntegra:
    "Um coração agradecido é um coração feliz."

    terça-feira, 5 de abril de 2011

    Setenta vezes Sete (Mateus 18:21-22)

    Setenta vezes Sete (Mateus 18:21-22)



    ♪ Músicas online grátis! Acesse: www.powermusics.com

    [Background: Scorpions - Wind of Change]

    Já fazia algum tempo que não uso música em uma postagem, espero ter escolhido bem :) Esta é a segunda postagem que reflete a verdadeira abordagem da Nova Direção (ou Nova Ordem, parodiando uma certa "nova ordem" da qual anda se falando por aí) deste blog. Veja a primeira e entenda as mudanças aqui.
    O autor, o carinha que cata milho aqui no teclado continua sendo o mesmo, este que vos fala, mas a inspiração, as ordens superiores não têm mais as mesmas origens de antes. Como parte dessas mudanças, o blog acaba de mudar de nome. Muita gente já ouviu ou leu esta passagem em algum lugar, mas pra quem não leu nem ouviu a referência tá aí em cima. A bíblia é um livro fantástico, sabiam? É bom ler de vez em quando, e é disparado mais vendida que os livros do Dan Brown ou da Stephenie Meyer ;D
    A próxima mudança que pretendo fazer em breve é no banner, uma vez que o blog ficou sem banner depois que eu aposentei o gatinho chifrudo e o meu alter-ego, que diga-se de passagem já foi tarde. Agora somos só eu e Deus cuidando das coisas por aqui, literalmente rs
    A idéia pro banner é relativamente simples e veio de uma curiosidade que eu descobri nas pesquisas que tenho feitos nesses últimos dias (só dessa vez é que vai ter colher de chá e link nesta expressão, viu? Das próximas vezes que a lerem por aqui façam o favor de entender que ela está sendo utilizada em seu sentido literal. Façam de conta que é uma mensagem subliminar "do bem" or something...
    Ah, é, o banner (disperso como sempre, certas coisas levam mais tempo pra consertar do que outras) :p
    Experimentem digitar JESUS no Word ou em qualquer programa onde vc possa alterar a fonte do texto, depois mudar a fonte pra wingdings. O resultado será este (mudei a cor das gotinhas pra facilitar a compreensão):

    Este "texto" vai ser a base do novo banner do blog, aguardem... Sobre o novo nome do blog e tema desta postagem em si, vou pegar emprestado o texto do pastor (todos torce o nariz) Olavo Feijó, que encontrei enquanto pesquisava material sobre o tema. Mesmo que você não seja cristão, e tenha torcido o nariz ao ler as palavras bíblia e pastor aqui, se você for uma pessoa de bem com certeza verá que o assunto não é tema exclusivo de pessoas religiosas, e além de tudo não sai de moda. Lá vai (abre aspas):

    Mateus 18:22 - Jesus lhe disse: Não te digo que até sete; mas, até setenta vezes sete.

    Pelo fato de sermos gente e, por isso, de sermos imperfeitos, o natural em nossa vida a dois é que cometamos erros. E, por causa disso, o natural é descobrirmos que temos o potencial de machucar os outros. É bem verdade que, às vezes, queremos mesmo machucar. A maior parte das vezes, porém, machucamos sem querer.

    Porque a reação humana, após ser atingida, é a de revidar e agredir o outro, a Bíblia nos oferece o único remédio que soluciona a ofensa: chama-se perdão.

    Quando perguntaram a Jesus o número de vezes que um cristão deve perdoar, ele respondeu: “até setenta vezes sete” (Mateus 18:22). Nos nossos relacionamentos, o perdão deve ser conseqüência não do tamanho da ofensa do outro, mas da qualidade espiritual do nosso amor. Para a pessoa sem Cristo é quase impossível perdoar. Quem me dá forças para perdoar é a ação do Espírito do Senhor em minha vida. O Espírito não economiza: o que Ele me ajuda é muito mais do que setenta vezes sete...

    quinta-feira, 24 de março de 2011

    CARTA ABERTA AO BRADESCO

    CARTA ABERTA AO BRADESCO
    Recebi o que se segue por e-mail, e achei tão bom que resolvi postar. Esta carta foi enviada ao Banco Bradesco, porém devido à criatividade com que foi redigida, deveria ser direcionada a todas as instituições financeiras. Tenho que prestar reverência ao brasileiro(a) que, apesar de ser altamente explorado(a), ainda consegue manter o bom humor.
    Poderia ser dirigida a qualquer banco brasileiro. . .

    Senhores Diretores do Bradesco,

    Gostaria de saber se os senhores aceitariam pagar uma taxa, uma pequena taxa mensal, pela existência da padaria na esquina de sua rua, ou pela existência do posto de gasolina ou da farmácia ou da feira, ou de qualquer outro desses serviços indispensáveis ao nosso dia-a-dia.

    Funcionaria assim: todo mês os senhores, e todos os usuários, pagariam uma pequena taxa para a manutenção dos serviços (padaria, feira, mecânico, costureira, farmácia etc).. Uma taxa que não garantiria nenhum direito extraordinário ao pagante.

    Existente apenas para enriquecer os proprietários sob a alegação de que serviria para manter um serviço de alta qualidade.

    Por qualquer produto adquirido (um pãozinho, um remédio, uns litros de combustível etc) o usuário pagaria os preços de mercado ou, dependendo do produto, até um pouquinho acima. Que tal?

    Pois, ontem saí de seu Banco com a certeza que os senhores concordariam com tais taxas. Por uma questão de equidade e de honestidade.

    Minha certeza deriva de um raciocínio simples. Vamos imaginar a seguinte cena: eu vou à padaria para comprar um pãozinho. O padeiro me atende muito gentilmente. Vende o pãozinho. Cobra o embrulhar do pão, assim como, todo e qualquer serviço..

    Além disso, me impõe taxas. Uma 'taxa de acesso ao pãozinho', outra 'taxa por guardar pão quentinho' e ainda uma 'taxa de abertura da padaria'. Tudo com muita cordialidade e muito profissionalismo, claro.

    Fazendo uma comparação que talvez os padeiros não concordem, foi o que ocorreu comigo em seu Banco.

    Financiei um carro. Ou seja, comprei um produto de seu negócio. Os senhores me cobraram preços de mercado. Assim como o padeiro me cobra o preço de mercado pelo pãozinho.

    Entretanto, diferentemente do padeiro, os senhores não se satisfazem me cobrando apenas pelo produto que adquiri.

    Para ter acesso ao produto de seu negócio, os senhores me cobraram uma 'taxa de abertura de crédito' - equivalente àquela hipotética 'taxa de acesso ao pãozinho', que os senhores certamente achariam um absurdo e se negariam a pagar.

    Não satisfeitos, para ter acesso ao pãozinho, digo, ao financiamento, fui obrigado a abrir uma conta corrente em seu Banco.

    Para que isso fosse possível, os senhores me cobraram uma 'taxa de abertura de conta'.

    Como só é possível fazer negócios com os senhores depois de abrir uma conta, essa 'taxa de abertura de conta' se assemelharia a uma 'taxa de abertura da padaria', pois, só é possível fazer negócios com o padeiro depois de abrir a padaria.

    Antigamente, os empréstimos bancários eram popularmente conhecidos como papagaios'. para liberar o 'papagaio', alguns Gerentes inescrupulosos cobravam um 'por fora', que era devidamente embolsado.

    Fiquei com a impressão que o Banco resolveu se antecipar aos
    gerentes inescrupulosos.

    Agora ao invés de um 'por fora' temos muitos 'por dentro'.
    - Tirei um extrato de minha conta - um único extrato no mês - os senhores me cobraram uma taxa de R$ 5,00.
    - Olhando o extrato, descobri uma outra taxa de R$ 7,90 'para a manutenção da conta' semelhante àquela 'taxa pela existência da padaria na esquina da rua'.
    - A surpresa não acabou: descobri outra taxa de R$ 22,00 a cada trimestre - uma taxa para manter um limite especial que não me dá nenhum direito. Se eu utilizar o limite especial vou pagar os juros (preços) mais altos do mundo.
    - Semelhante àquela 'taxa por guardar o pão quentinho'.
    - Mas, os senhores são insaciáveis. A gentil funcionária que me atendeu, me entregou um caderninho onde sou informado que me cobrarão taxas por toda e qualquer movimentação que eu fizer.

    Cordialmente, retribuindo tanta gentileza, gostaria de alertar que os senhores esqueceram de me cobrar o ar que respirei enquanto estive nas instalações de seu Banco.

    Por favor, me esclareçam uma dúvida: até agora não sei se comprei um financiamento ou se vendi a alma?

    Depois que eu pagar as taxas correspondentes, talvez os senhores me respondam informando, muito cordial e profissionalmente, que um serviço bancário é muito diferente de uma padaria. Que sua responsabilidade é muito grande, que existem inúmeras exigências governamentais, que os riscos do negócio são muito elevados etc e tal. E, ademais, tudo o que estão cobrando está devidamente coberto por lei, regulamentado e autorizado pelo Banco Central.

    Sei disso. Como sei, também, que existem seguros e garantias legais que protegem seu negócio de todo e qualquer risco.

    Presumo que os riscos de uma padaria, que não conta com o poder de influência dos senhores, talvez sejam muito mais elevados..

    Sei que são legais. Mas, também sei que são imorais. Por mais que estejam garantidas em lei, voces concordam o quanto são abusivas.!?!

    ENTÃO ENVIEM A QUANTOS CONTATOS PUDEREM.
    VAMOS VER SE MEXE COM A CABEÇA DE QUEM FEZ ESSAS LEIS PARA PENSAREM O QUANTO ESTÃO ERRADOS!!!

    Já fiz minha parte enviando para você.

    Leonardo César Bonfim

    OAB/MT nº 10.630

    Cel: (65) 9281-7841/8154-8150

    sexta-feira, 18 de março de 2011

    Viral - Rebecca Black

    Viral - Rebecca Black

    Rebecca Black (cujo nome eu achei parecidíssimo com Roberta Flack), é uma cantora de 13 anos que acaba de  lançar seu primeiro clipe, e, em menos de uma semana, já é um sucesso estrondoso no youtube e no iTunes. Mas pelo visto não da maneira que esperava. A garotinha anda chorando pelos cantos por ter ganho o título de "pior música e videoclipe do mundo" entre o grande público, chegando a dizer que se sente vítima de cyberbullying, devido às várias paródias feitas por usuários do youtube, cheias de bom humor em cima da letra, que mais parece uma literal version (espécie de paródia de um videoclipe na qual, em vez da letra original, é cantado exatamente o que está se passando na cena). Ao que tudo indica, a garota não conhece a máxima "Falem bem ou falem mal, mas falem de mim", caso contrário estaria comemorando os mais de 16 milhões de visualizações que o vídeo obteve, bem como o top 100 entre as canções mais vendidas no iTunes. Confira a seguir o vídeo original e algumas versões hilárias do mesmo, feitas pelos "cyberbullies" de Rebecca.


    Esta é um simples cover, tocado no violão. Repare como o rapaz não consegue conter os risos enquanto canta:


    Também há versões usando outros dias da semana, como saturday ou sunday:

    (chegam a insinuar que o rapper que dirige o carro é um predador sexual, olha que maldade)



    Monday (Segunda-Feira):


    Tuesday (Terça-Feira):


    Wednesday (Quarta-Feira):


    Thursday (Quinta-Feira):


    Friday, versão Bob Dylan:


    Há várias outras versões, igualmente bizarras e hilárias, basta procurar. Agora me digam, mais alguém reparou na referência à famosa e já consagrada canção Friday, I'm in love, do The Cure, no começo do clipe original?

    Special thanks: Katty Sato (@izumikonata), que me ajudou a "colecionar" os dias da semana ^^

    quinta-feira, 17 de março de 2011

    Exit the Matrix - A verdade está lá fora

    Exit the Matrix - A verdade está lá fora



    Vocês que acompanham o blog devem ter percebido algumas mudanças, como a retirada do nick Dan-Mager, a ausência da figura felina com chifres que era sua (e minha, do autor) marca registrada, bem como a exclusão de boa parte das postagens. Primeiro, gostaria de dizer que não foi somente com o blog que ocorreram mudanças, muita coisa mudou em mim, o autor do mesmo nos últimos dias, muitas coisas estão acontecendo e eu simplesmente não pretendo continuar vivendo, agindo e pensando da mesma forma que tenho feito até hoje. Isso seria o mesmo que negar os últimos acontecimentos, ou pior, seria dizer que estou ciente dos mesmos mas compactuo com eles.

    Eu sempre soube que havia algo de estranho, algo que não se encaixava perfeitamente neste mundo, e na história como a conhecemos. É como se eu houvesse tomado a pílula vermelha do filme Matrix. A questão é se vou transformar abertamente o blog numa ferramenta para comunicar a vocês as mudanças que estão prestes a ocorrer com o mundo no qual vivemos. Não que me falte coragem para tal, mas sempre fui uma pessoa com pouca paciência quanto a opiniões contrárias a minha, logo não sei se sou indicado para a tarefa. Ainda é tudo muito recente, e tenho medo de me tornar um mal exemplo, obtendo resultados contrários aos quais espero obter, com toda a impulsividade e "falar na cara" que sempre me foram característicos.

    Talvez com o tempo eu consiga desenvolver a virtude de esclarecer sem ofender ou parecer arrogante, aí sim a utilizarei de bom grado e com confiança, bem como a este blog, para os fins pelos quais acho que valha a pena se expor os pensamentos que vêm mudando o modo pelo qual vejo o mundo e a sociedade que nos cerca. Mas até lá, ele continuará com o despretensioso objetivo de falar sobre coisas do dia a dia no mundo digital e mostrar a vocês os meios que utilizo para obter uma renda extra na internet.

    Meu único conselho a vocês, por enquanto, é que fiquem atentos ao que acontece à volta de vocês. Nem tudo o que parece é o que é. Se alguma vez vocês chegaram a desconfiar que a mídia e o governo não dizem a vocês tudo o que deveriam saber, sigam seus instintos e corram atrás. Desconfiem. Leiam sempre as entrelinhas da informação "oficial" que chega até vocês. E busquem outras fontes de informação. A internet está aí para isso. Um grande abraço a todos, e fiquem com Deus.

    Com os melhores cumprimentos do autor do blog,

    Daniel Moret Maraccini.

    sexta-feira, 11 de março de 2011

    Vlogger Fail / Beleza Nerd - Parte II

    Vlogger Fail / Beleza Nerd - Parte II




    E finalmente estou de volta ao meu habitat natural, o teclado. Aqui me sinto bem mais à vontade, pois posso pesar cada palavra antes de digitar, além de poder voltar atrás no que digo com toda a facilidade do mundo, quantas vezes julgar necessário. Também tenho menos pressão pra lembrar de alguns detalhes interessantes que não foram citados no vídeo, como por exemplo que o meu celular que estava sem o cabo é um "autêntico" BleckBarry (assim mesmo, com o "e" e o "a" trocados), concorrente fortíssimo do famoso BlackBerry, devido ao seu baixo custo ;D
    Acho bom eu começar a maneirar nos vídeos, senão daqui a pouco, de tanto eu alegar que não sou vlogueiro e ainda assim insistir em gravar e postar vídeos, vão começar a pensar que o motivo de eu insistir em afirmar que não sou vlogueiro, mesmo gravando vídeos para cada postagem que faço é eu ser, SIM, um vlogueiro, e não querer admitir pra não passar vergonha por ser um péssimo vlogueiro...
    Quero encerrar com algumas reflexões que tive no caminho da casa da minha onee-chan Luciana até a minha casa, incluindo a passagem rápida no barbeiro (sim, rápida porque sempre passo máquina zero):

    A primeira reflexão que tive é a respeito de Power Rangers, essas "adaptações" vagabundas que os americanos fazem dos Super Sentai originais e empurram para as crianças ocidentais (e alguns adultos desinformados também, que acham MESMO que os EUA se dariam ao trabalho de produzir uma série dessas do zero...) Sério, tenho raiva e não escondo de ninguém que acho Power Rangers uma prova de que os EUA invejam, e muito, o Japão. Mas enfim, a coisa mais engraçada a se pensar em Power Rangers é o fato de a produtora da série, Saban Entertainment, pega os monstros enormes que nas séries originais destróem prédios no Japão, e os coloca para destruir prédios nos Estados Unidos. Já pararam pra pensar nisso?
    Outra coisa, que irá literalmente arrepiar os cabelos de vocês, e fará com que vocês nunca mais vejam um barbeiro ou cabeleireiro com os mesmos olhos: Já pararam pra pensar em quantas vezes vocês tiveram as vidas de vocês nas mãos de um barbeiro ou cabeleireiro? Quero dizer, aquela hora na qual as mãos dele, armadas com uma navalha, se aproximam perigosamente da jugular de vocês... Pensem nisso da próxima vez que precisarem dos serviços de um desses profissionais. Mas pensem MESMO... ;D

    Ah, sim, já ia me esquecendo! Eu havia prometido postar um vídeo ou uma foto minha depois de cortar o cabelo e tirar o bigode, né? Bom, primeiro que tirar só o bigode não rolou, aquela barba com máquina zero no cabelo simplesmente não ficou legal. Segundo que não vou fazer outro vídeo, então aqui vai a foto que prometi. Espero que gostem.